Vício em 140 caracteres

Eu confesso, estou viciado. A droga é licita e cada vez alcança mais adeptos. Vi em uma dessas pesquisas que o número de usuários cresceu mais do que 100%.  É uma verdadeira epidemia. Nenhuma política pública pode conter essa expansão. O jeito é se adaptar a essa nova realidade. Uma vida com o Twitter.

Não sei como todo mundo se comunicava antes. Como eu não sabia o que as pessoas estavam fazendo? Como eu podia viver sem descobrir o que estava acontecendo? Será que as pessoas adivinhavam ou viviam numa completa cegueira? Não importa, esse tempo ficou no passado. Agora, é impossível imaginar uma vida sem hashtag, RTs e DMs.

Outro dia, quase passei mal de rir com o #dilmafactsbyfolha. Tinha gente acusando a candidata de ter dopado o Fenômeno na Copa de 98. Ou anunciando que antes dela mergulhar no mar morto, ele nem estava doente. Alguns até diziam que a seca do nordeste era fruto de um desentendimento dela com São Pedro. A veracidade das notícias não foi comprovada, mas o objetivo da ação foi atingido.

Nunca vi uma manifestação tão genial. Em poucos minutos, ninguém falava de outra coisa. No dia seguinte, era manchete de todos os jornais. A população tinha voz e queria ser ouvida. Não importa se do outro lado estava uma das maiores empresas jornalísticas do Brasil. O monopólio da informação foi invadido por milhares de brasileiros que em 140 caracteres dizem tudo o que pensam. E como a gente gosta de dizer o que pensa. Deve ser por isso que existem tantos viciados como eu por ai.

Advertisements
  1. No trackbacks yet.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: